R. Dr. Agnaldo da Silva Leal, 53
Cidade Alta • 95700-358
Bento Gonçalves • RS

(54) 3454-5097
energisul@energisul.com.br

Serviços > Informativos

15/04/2021

Qual é a validade do Laudo do Sistema de Para Raios / SPDA?

Rotina de Inspeções e Laudos
Segundo a NBR 5419 versão 2015 o Laudo de SPDA tem validade de 01 a 03 anos.
Para a grande maioria das edificações em complexos industriais o Laudo de SPDA deve ser feito a cada 03 anos, porém existem situações em que o Laudo deve ser anual.

O que a norma diz?
NBR 5419-3:2015 Errata 1:2018 (item 7.3.1)
a) durante a construção da estrutura;
b) após a instalação do SPDA, no momento da emissão do documento “as built”;
c) após alterações ou reparos, ou quando houver suspeita de que a estrutura foi atingida por uma descarga atmosférica;
d) inspeção visual semestral apontando eventuais pontos deteriorados no sistema;
e) periodicamente, realizada por profissional habilitado e capacitado a exercer esta atividade, com emissão de documentação pertinente, em intervalos determinados, assim relacionados:
— um ano, para estruturas contendo munição ou explosivos, ou em locais expostos à corrosão atmosférica severa (regiões litorâneas, ambientes industriais com atmosfera agressiva etc.), ou ainda estruturas pertencentes a fornecedores de serviços considerados essenciais (energia, água, sinais etc.);
— três anos para as demais estruturas.

Portanto, a primeira tarefa é identificar e classificar através de uma Análise de Gerenciamento de Riscos, as edificações que se encaixam nos requisitos para a realização do Laudo a cada 01 ano, e consequentemente em todos os outros tipos de edificações, deverão ser realizadas Inspeções e Laudos a cada 03 anos.

Inspeções e Laudos Esporádicos
É importante saber também da obrigatoriedade de Inspeção e Laudo nas seguintes ocasiões:
1) Após a conclusão da instalação do SPDA;
2) Quando houve alteração ou reforma no SPDA;
3) Quando houver evento de descarga atmosférica.


Referências
[1] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5419-3:2015 Errata 1:2018: Proteção contra descargas atmosféricas Parte 3: Danos físicos a estruturas e perigos à vida. Rio de Janeiro, 2018.

Planilhas de Cálculo